26/05/14

“Dia Mundial da Criança” no MASE!


 

O MASE irá promover diversas iniciativas no âmbito das comemorações do “Dia Mundial da Criança” no próximo domingo, dia 1 de junho. 

As atividades decorrerão a partir das 15h00, na “Esplanada Missionária da Consolata”, onde estarão ao dispor das crianças “Oficinas de Pinturas Faciais” realizadas a partir de fotografias de povos autores dalgumas coleções etnográficas do MASE oriundas dos diversos continentes e “Oficinas de pintura criativa em papel” a partir do tema «Se fosse em Missão pelo mundo queria estar com o povo…».  

Já pelas 16h00, abrirá a oficina de “Danças Tradicionais do Mundo” onde as crianças poderão aprender coreografias de várias danças, instruídas pelas alunas do curso de Desporto e Bem Estar do Instituto Politécnico de Leiria.
 
A participação é livre.

09/05/14

Dia Internacional dos Museus 18 DE MAIO




No âmbito das comemorações do Dia Internacional dos Museus e sob o tema “Museus: as coleções criam conexões”, o MASE propõe VISITAS GUIADAS “NO STOP” de hora a hora das 10h00 às 18h00.

“Há MASE e MASE, há ir e voltar! “ é o lema que se relaciona com a oferta a todos os visitantes do Cartão de Desconto de 20% de entrada no Museu para uma próxima visita, sem prazo de validade. Ao longo do ano há sempre um bom motivo para regressar: Exposições temporárias, concertos, animações, conferências, cursos, etc.

DANÇAS (DO MUNDO) AO LUAR


  10.ª edição europeia da “Noite dos Museus”

No sábado dia 17, o MASE irá juntar-se a centenas de espaços museológicos da Europa que estarão abertos à noite com várias atividades.
 
O MASE estará aberto até às 0h00 dedicando as suas iniciativas à Dança. Assim, a partir das 21h00, o pátio interior do MASE receberá o evento «Danças (do mundo) ao Luar».
 
Alunos do Curso de Desporto e Bem-Estar do IPL – Instituto Politécnico de Leiria irão instruir os participantes com danças de diferentes épocas e partes do mundo, aliando as sonoridades às várias temáticas deste museu missionário com um acervo proveniente de diversos continentes.
 
Este evento culminará com uma dança percorrendo todas as salas da exposição do museu.
 
É um programa de entrada é livre e destinado a crianças e graúdos.

02/05/14

CANCELADO «Ecologia e Espiritualidade Yanomami» - Davi Kopenawa | JANTARES-CONFERÊNCIA DO MASE


Vimos, por este meio, informar que em virtude de terem surgido conflitos na Amazónia que implicam a presença indispensável de DAVID KOPENAWA junto do seu povo,  a viagem programada a Portugal  foi cancelada, pelo que o Jantar-Conferência do MASE agendado para o dia 16 de maio será adiado.


Pedimos desculpa pelo incómodo causado, aguardando uma próxima oportunidade para a vinda do líder indígena brasileiro mais respeitado a nível internacional.
Agradecemos a melhor compreensão!


*****
No dia 16 de maio, sexta-feira, o MASE irá realizar  o seu terceiro Jantar-Conferência que decorrerá no Hotel PAX 
 
«Ecologia e Espiritualidade Yanomami»  é o título da conferência que Davi Kopenawa, o líder indígena brasileiro mais respeitado a nível internacional, irá proferir. A visita resulta do convite efetuado pelos Missionários da Consolata para vir a Portugal falar de ecologia e espiritualidade, tendo conferências marcadas para Lisboa, Vila Real, Braga, Porto e Fátima. 
 
O evento terá início às 19h45 com o acolhimento, o jantar às 20h00, seguindo-se depois a conferência. 

O valor por pessoa é de €20.00. Para sócios da LaMASE (Liga dos Amigos do MASE) e assinantes da Revista Fátima Missionária é de €18.00 (Jantar e conferência).  

Reservas até ao dia 14 de maio.
 
RESERVA ONLINE CLIQUE AQUI

 
Sinopse

«O que tenho a dizer é muito importante, não só para os índios ou para os portugueses, mas para todos. A espiritualidade é das montanhas, das serras, da floresta; aí vivem espíritos que o meu povo conhece há muito tempo e que chama para cuidar da saúde. É assim que eu entendo e o que posso explicar. O espírito ajuda a curar, a espantar maldades. Ajuda a curar uma pessoa e também o mundo, quando está querendo deitar lágrimas. Quando chove muito, nós, pajés [curandeiros], chamamos o espírito da montanha, para que ele possa acalmar o mundo. Isso acontece quando o mundo está revoltado com a ameaça e a destruição. O que nós conhecemos é muito importante para que as pessoas possam entender e ter respeito pela terra. Nós, Yanomami, sabemos cuidar dela. Somos diferentes. » David Kopenawa

(in FÁTIMA MISSIONÁRIA, n.º 5 Maio 2014 p. 14)  

Davi Kopenawa vive na região da Serra do Demini, onde nasceu, no estado de Roraima (Brasil), perto da fronteira com a Venezuela. Viu morrerem pai, avós, tios e praticamente toda a família de doenças contraídas após o contacto com não indígenas. Foi o principal responsável pela demarcação da terra Yanomami, que ocupa uma área maior do que Portugal e foi oficializada por Fernando Collor de Melo, em 1992. Já discursou nas Nações Unidas e em vários fóruns internacionais. Em 1988, recebeu o prémio Global 500 Award da ONU e no ano seguinte foi distinguido com o Right Livelihood Award, considerado o prémio Nobel alternativo. O seu empenho na luta pela defesa do meio ambiente e dos povos indígenas valeu-lhe a alcunha de “Dalai Lama” da floresta.