11/01/16

Exposição temporária “A SEARA DOS POBRES NA CASA DAS SEMENTES”


A Exposição “A SEARA DOS POBRES NA CASA DAS SEMENTES” é uma exposição individual que surge no âmbito do estudo da vida e obra da Venerável Madre Maria Isabel da Santíssima Trindade, coincidente com o encerramento do ano dedicado à Vida Consagrada. Neste contexto a autora expõe trabalhos dentro da Pintura produzidos pelos utentes do Lar de Idosos de Santa Beatriz da Silva em Fátima e Fotografia da sua autoria.
“Fiz-me pobre para privilegiar os pobres” (Madre Isabel da SSma. Trindade) (1889-1962) Fundadora das Irmãs Concepcionistas ao Serviço dos Pobres.

Tomado em toda a sua plenitude, este acto de abandono foi a regra da vida cristã, que regeu Maria Isabel durante toda a sua vida, certa da sua entrega a Deus. Fundamentada nesta convicção fundou a Congregação das Irmãs Concepcionistas ao Serviço dos Pobres inspirada em Santa Beatriz da Silva, seguindo o carisma franciscano de pobreza. No aprofundamento da sua vida espiritual deixou-se conduzir por Deus “Via e Ouvia” sentindo a sua presença e mão firme e forte. Amadureceu na fé, permaneceu sempre em Cristo vivendo a vida de Cristo até amadurecer na vida de Cristo. Enveredou pelo caminho da cruz ao despojar-se de todos os bens materiais, esquecendo-se de si própria e transformando a sua vida secular em vida religiosa, pela oração e pela prática de obras de misericórdia corporais e espirituais, a favor dos mais carenciados, através de solidariedade humana.

As telas de acrílico representam passagens históricas da vida sócio religiosa da fundadora, despojamento, discernimento e de fé em Cristo e ainda como a Congregação Concepcionista se expandiu em missão.

Através da reprodução fotográfica de parte do acervo da Congregação, e do espólio pessoal da autora, pretende-se dar a conhecer a forma como foram acolhidas por Madre Maria Isabel as crianças e pessoas carenciadas e a sua intensa atividade de apostolado. E ainda enaltecer o trabalho das Irmãs Concepcionistas que souberam seguir o carisma de pobreza “se fordes humildes a congregação dará muito fruto” ao darem continuidade à obra, alargando a área de expansão, com a fundação de casas em Timor, Moçambique, Itália e México.

Margarida Rézio é Licenciada em Sociologia pela UAL de Lisboa, Mestre em Sociologia do Crime Violência e Segurança Interna e Doutorada em Sociologia Urbana Território e Ambiente pela Faculdade Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.
Atualmente é membro do CEHR/Universidade Católica Lisboa, dedica-se ao estudo da vida religiosa.

0 comentários: