02/12/16

"CHÁ COM ARTE" - “À mesa com os 7 pecados capitais”


O CONSOLATA MUSEU | Arte Sacra e Etnologia irá recomeçar a segunda temporada da bem sucedida atividade “Chá com Arte” no próximo dia 13 de dezembro às 21h00. 

São convidados Zita Seabra e o Padre Gonçalo Portocarrero de Almada que falarão a partir da obra do pintor e gravador holandês Hieronymus Bosch “Mesa dos Pecados Capitais”, quadro-painel património da Casa Real Espanhola, adquirido pelo rei Filipe II de Espanha. Foi a partir desta obra que surgiu o livro “À mesa com os 7 pecados capitais”, cujos convidados do “Chá com Arte” são co-autores.

***************************
“À mesa com os 7 pecados capitais” no “Chá com Arte”, em Fátima

O livro “À mesa com os 7 pecados capitais”, uma publicação da Alêtheia Editores com Zita Seabra e o padre Gonçalo Portocarrero de Almada como co-autores, é apresentado em Fátima na noite de 13 de Dezembro, numa das iniciativas habituais do Consolata Museu | Arte Sacra e Etnologia: o “Chá com Arte”. O chá é servido às 21:00, as entradas são livres e gratuitas.

“Tivemos conhecimento de que o Chá com Arte, promovido pelo Museu dos Missionários da Consolata, congrega de forma periódica para um encontro sobre um tema relacionado com arte, daí que nos pareceu muito oportuna a apresentação do livro neste ambiente, já que teve como ponto de partida uma obra de arte, que acabou por servir de mote para uma conversa-entrevista sobre o tema do pecado”, explica Zita Seabra.

“O Chá com Arte decorre periodicamente numa das salas da exposição permanente, onde, após a degustação de chá e biscoitos, num ambiente intimista, surge um momento de entrevista e tertúlia com um convidado especial de reconhecido mérito do mundo das artes e cultura. Neste caso, teremos dois convidados, a Zita Seabra e o padre Gonçalo Portocarrero de Almada”, refere o director do Consolata Museu, Gonçalo Cardoso.

O ponto de partida para o livro “À mesa com os 7 pecados capitais” é a obra do pintor e gravador holandês Hieronymus Bosch “Mesa dos Pecados Capitais”, quadro-painel património da Casa Real Espanhola, adquirido pelo rei Filipe II de Espanha, actualmente em exposição no Museu do Prado, em Madrid.

Mas o tema do pecado está ou não na moda? Para Zita Seabra, “se falar de pecados está completamente fora de moda, muito longe das preocupações pós-modernas, é certo que, frequentemente, na escrita, na pintura, no cinema, se volta aos 7 pecados capitais”.

No caso, o tema é trazido à ordem do dia por meio da literatura e da comunicação, com este diálogo, no qual que Zita Seabra entrevista o padre Gonçalo Portocarrero de Almada. Faz sentido nos tempos de hoje a confissão perante um padre ou basta falar com Deus directamente, como fazem os protestantes? Há perdão para todos os pecados mesmo os mais graves? Estas são algumas das perguntas que importa ver respondidas.

“Ninguém pode fazer a maravilhosa experiência do misericordioso perdão de Deus, se antes não se souber pecador. E, como se pode reconhecer como tal se não sabe o que é o pecado?!”, refere o padre Gonçalo Portocarrero de Almada, para sublinhar que, por isso, “em boa hora”, Hieronymus Bosch “pintou a mesa em que retratou os sete pecados capitais, dos quais procedem todas as faltas graves ou leves”.

O Padre Gonçalo Portocarrero de Almada nasceu em Haia, Holanda, em 1958. Licenciou-se em Direito na Universidade Complutense de Madrid, e doutorou-se em Filosofia pela Universidade Pontifícia da Santa Cruz, em Roma. Ordenado sacerdote em 1986, exerce o seu ministério no âmbito da prelatura do Opus Dei.

Zita Seabra é autora de várias publicações. Desde 2005, dirige a Alêtheia Editores, da qual é fundadora, assim como a Várzea da Rainha Impressores. Há longos anos no meio editorial, foi editora da Quetzal e também administradora e directora editorial da Bertrand Editora.

LeopolDina Reis Simões


Para mais informação: Alêtheia Editores | Rua do Século, 13, 1200-433 Lisboa | (+ 351) 210939748 | aletheia@aletheia.pt

Em serviço de Assessoria de Imprensa para a Alêtheia Editores:                                               
LeopolDina Reis Simões (+351) 962 747 440 | dinareissimoes@gmail.com

“Tarde de Poesia Natalícia”


O CONSOLATA MUSEU | Arte Sacra e Etnologia e a sua Liga de Amigos, organizam no dia 3 de dezembro, sábado, pelas 16h00, uma “Tarde de Poesia Natalícia” com declamação de poemas elaborados por algumas crianças do 1.º ciclo de Fátima (Agrupamento de Escolas de Ourém) a partir da coleção da Sala da Natividade do museu.

Acompanhada com diversos momentos musicais e algumas surpresas, esta atividade pretende, através das crianças, chamar a atenção do verdadeiro significado do Natal. 

Este projeto surgiu em 2001 com grande êxito, repetindo-se durante sete anos consecutivos. Retomou-se o evento como forma de aproximar o museu da comunidade, dando a conhecer uma notável coleção de presépios e Meninos Jesus desde o século XVI aos nossos dias.


A entrada é livre.