25/03/09

Grande interesse pelo segundo Curso-livre do MASE





O Curso Livre “O Concelho de Vila Nova de Ourém durante a Primeira República”, sob orientação do Dr. Poças das Neves e promovido pelo Museu de Arte Sacra e Etnologia, tem-se revelado de grande interesse.

Foram já realizadas 4 das 10 sessões previstas onde se abordaram temas e informações inéditas sobre a história local que têm prendido a atenção dos trinta cursistas inscritos.

Não existe (publicada em livro) nenhuma investigação cuidada sobre a realidade do concelho na Primeira República. O enfoque tem sido sempre colocado nos acontecimentos vivenciados na Cova da Iria, descontextualizando-os da realidade regional.

Este curso tem dado a conhecer os espaços geográficos e administrativos, mentais, de vivências comunitárias e conflitos epidérmicos de interesses de Vila Nova de Ourém, durante a Primeira República.

Após uma breve abordagem à situação político-religiosa nacional nos finais do século XIX e início do século XX, partiu-se para a caracterização do concelho de Vila Nova de Ourém, sublinhando-se o seu território, indicadores demográficos e sociais. As suas elites e a oposição republicana no concelho entre 1900 e 1910 foram tratados, assim como, o relato da republicanização do concelho com as eleições de 1911 e 1913, as suas leis e respectiva aplicação.

Nomes de pessoas naturais de Fátima e Ourém que tiveram a sua importância na época e contribuíram inequivocamente para o desenvolvimento do concelho têm sido referidos, sendo muitos deles desconhecidos pelos oureenses.

Acederam ao curso sobre história local 19 residentes em Fátima, 7 em Ourém, 2 em Leiria, 1 em Seiça e 1 em Alburitel.

0 comentários: